segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Scam ou não? HELP!!!


Recentemente encomendei através da internet um cosmético. Supostamente um produto milagroso. Mas depois de o ter feito comecei a pensar nas coisas que pareciam estar erradas. O produto não é produzido nem representado na União Europeia, pelo que não se rege pelas normas de segurança da comunidade. Embora publicitem que se trata de um produto 100% natural, sem corantes e total ausência de químicos nocivos, tendo sido testado e experimentado, a verdade é que não tinha garantias protegidas pela nossa lei. Percebi que não ia conseguir usar um químico desconhecido e não aprovado. Então o que me ocorreu? Mandá-lo testar antes de usar! A ideia parece fazer todo o sentido e voltei a recorrer à internet para descobrir como a colocar em prática.

Mas não é fácil. Não descobri nada e peço desde já ajuda a vocês, que podem entender melhor deste assunto.

Para fazermos análises ao sangue com a finalidade de despistar qualquer problema de saúde, a possibilidade é-nos oferecida nos centros clínicos, com regularidade e relativa facilidade. Mas e aquilo que comemos, bebemos, respiramos, os produtos químicos que colocamos sobre a pele, usamos para lavar todas as nossas roupas ou segundo uma polémica mais recente, utilizamos como dentífrico? Em caso de suspeita sobre qualquer um deles, como nos assegurar-mos que tudo está bem e não nos causam maleitas? Onde é que os podemos mandar testar? É caro?

Durante o sono tive pesadelos com isto. Sonhei que a pessoa que vinha cá entregar o produto revoltava-se ao me ver duvidar, denunciando desta forma ser o próprio que fabricou o logro e montou o esquema de vendas para extorquir dinheiro. Sonhei que a pessoa a quem o queria oferecer o usava e imediatamente os problemas surgiam, desfigurando-a. Foi neste instante que a campainha tocou. Era a distribuidora, a trazer-me o produto à porta. Envolta nas minhas dúvidas mandei o produto de volta, dizendo não acreditar na eficiência do mesmo. Agradeci e fechei a porta.

Sentei-me e fui invadida por uma tristeza. Mesmo sabendo que o mais provável era tudo não passar de um esquema, a sensação de perda substituiu a da tranquilidade que a perspectiva de uma solução à vista tinha entretanto criado. E estava a ser devastadora.

Nisto percebi duas coisas: que uma pessoa como eu, inteligente e alerta para todo o tipo de esquemas para extorquir dinheiro pode chegar a um estado de necessidade que a faz cair num. Fez-me tomar consciência da dimensão desse estado de necessidade. É grande e todos os dias cresce. As perspectivas são, na realidade, aterradoras.

Caros bloguistas, neste momento preciso do vosso parecer. Preciso de «pancadinhas» nas costas. De saber se fiz bem ou se fiz mal e descobrir se, tal como eu, alguém por aqui já cometeu esse deslize e o que foi que aconteceu. Contem lá.

ADENDA:
(30/8/14)
Tenho certeza que se trata de scam e encontrei, finalmente, uma entidade espanhola que praticou os testes no produto e tirou as seguintes conclusões: trata-se de um produto cosmético totalmente inútil mas inofensivo, composto de ingredientes naturais que nada fazem. (Fo Ti He shou Wu). É um esquema que se aproveita da lentidão da justiça e cujas empresas «desaparecem» se esta por acaso um dia lhes bater à porta. A empresa que vende ainda responde ao comprador que cai na armadilha, caso este o contacte novamente: "Está feliz, não está? Compre mais!". 

7 comentários:

  1. Em primeiro lugar, CALMA!

    1º, quando o produto chegar, podes testar um pouco, p.e. numa pequena parte de um braço ou um perna (em vez de aplicar no rosto), para ver se não há reacção alérgica.

    2º, quando o produto chegar, também podes (e deves) contactar o INFARMED [http://www.infarmed.pt/] que, também, é a autoridade responsável na área da cosmética. Aliás, se entrares no site, tens na parte superior, ao centro, um separador "Cosméticos".

    BOA SORTE! E... CALMA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obg gata, mas eu devolvi o produto na hora, lês-te?
      A sensação que tive a seguir é que foi estranha. Não me arrependo, acho que devia mesmo ser scam, até porque depois fui à página de "testemunhos" e reparei que as pessoas eram as mesmas, só mudam o nome, e os comentários sempre os mesmos - só lhes mudam a data.

      Mas a constatação de que aquilo que era uma suposta SOLUÇÃO deixou de estar acessível e estava de novo em mãos com o problema sem solução, essa sensação é que surpreendeu.

      PS: Não dava para por no braço ou perna porque, se o produto fizesse aquilo que anunciava, não ia ficar nada bem :D

      Eliminar
    2. Ups, escapou-me a parte da devolução! :-)

      De qualquer modo, ficas com a informação. Se precisares, a entidade que deves contactar é o INFARMED.

      Já agora... sendo eu felina, fiquei curiosa em relação ao tal produto! :-) No entanto eu não acredito em milagres, sejam de que tipo sejam! :-)

      Eliminar
  2. Ui, isso é demasiado complexo para mim.

    ResponderEliminar
  3. Eu raramente compro alguma coisa pela internet, apenas livros... Quando me apresentam produtos milagrosos costumo sempre torcer o nariz. Sou muito desconfiado, confesso...

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu. Principalmente com os outros, os mais velhos que vão nessas «cantigas», estou sempre atenta. Contudo percebi que até pessoas como «eu» podem chegar ao ponto de acreditar e ir na «cantiga»... Ninguém está imune. E eu me julgava assim.

      Eliminar
  4. Sou muito desconfiada com as coisas da net. Andava a namorar uma capa para o meu tlm mas o site era estranho, tudo facilidades e tudo tão barato que fiquei de orelha em pé e desisti. Cosméticos, sem os conhecer, nem pensar! Acho que fizeste bem. No meu caso perdia o dinheiro, no teu poderia até ser grave.

    ResponderEliminar

Partilhe as suas experiências e sinta-se aliviado!