terça-feira, 12 de abril de 2016

2000 imbecis


Já tinha ouvido falar e até visto num programa sobre cirurgias estéticas falhadas no TLC o caso de uma mulher que decidiu fazer uma «tatuagem no olho», para mudar a cor. Mas não na parte branca dos olhos, como já existe por aí e se pode ver na ilustração acima. Na íris mesmo. De castanho quis passar a verde ou azul. Nem prestei atenção à cor pretendida, fiquei foi atenta ao como, quando, o quê aconteceu depois. 

Então a moça lá conseguiu um cirurgião num país do terceiro mundo (panamá, méxico) que lhe fez o procedimento. Toda feliz, os problemas não demoraram a surgir. Ficou cega. Gastou balúrdios para ser operada, depois teve de gastar mais ainda para reparar os erros. Mas acabou por conseguir reverter a situação, já que usou tinta (ou veneno) e não a despigmentação e, ao que parece, a tinta com o passar do tempo ia desaparecendo. 

Isto não é um exemplo de despigmentação da íris mas de implantação
de lentes de contacto em silicone dento da camada superficial do olho, 
entre a córnea e a íris. 
Lentes de contacto debaixo e não por cima do olho. Chiça!! 

Fiquei então apresentada a essa possibilidade. 
Nas notícias de hoje fiquei a saber que está em estudo um procedimento estético com esse mesmo objectivo. Desta vez não num país do terceiro mundo, mas nos EUA. Já fizeram umas experiências com voluntários inclusive. (provavelmente começaram em países do terceiro mundo, onde geralmente se vai para arranjar cobaias a valores acessíveis). Garantem que as pessoas com olhos castanhos vão poder ficar com os olhos azuis, porque o que fazem é despigmentar a íris. Não existem estudos a indicar para onde vai o pigmento, se acaba por congestionar um nervo e existe possibilidade de cegueira. Mas ao que tudo indica, depois da fase de estudos, é um procedimento que vai começar a ser aplicado. 

E eu pergunto: mas quem é que, tendo olhos castanhos, que proporcionam um olhar doce como o mel, vai querer ficar com olhos azuis, frios como pedra?

Exemplo de despigmentação da iris - dizem
(parece mais implantação de silicone)

Duas mil pessoas! Alegadamente, têm já 2000 inscritos. O que se formos a ver, é até um número reduzido. Não me levem a mal as pessoas que gostam de olhos azuis  - as que têm e as que gostariam de ter. Mas uma coisa que eles nunca serão capazes de inventar, pelo menos não tão depressa, é dar olhos castanhos a quem os tem azuis por meio de despigmentação :) 

Então, porque haveria alguém de desejar ter olhos na cor mais vulgar?


Pessoalmente, de todas as cores que existem, a que me menos me atrai é precisamente o azul. O azul nunca me fascinou. É um olhar com uma cor fria, tanta vez inexpressiva. Até agressiva, conforme o tom. Claro que cor é cor, não tem emoção, mas é o comportamento e a atitude de quem os usa que vai servir de indicativo. E nesse aspecto o que encontro em comum em muitas pessoas que naturalmente nasceram com olho azul, é uma vaidade exacerbada nisso, como se de facto acreditassem serem especiais. Soberba, arrogância e vaidade. Por vezes dá para associar estas características a determinadas pessoas que tiveram uma vida fácil e cresceram a ouvir os outros gabarem a cor de seus olhos. Acho que essas pessoas nem percebem o mal que fazem ao privilegiar uma característica física de pouca importância como essa, fazendo a outra julgar-se especial, sentir-se especial, como se merecesse trato privilegiado. E as que usam os olhos azuis para manipular os outros a fazerem-lhes as vontades? Acho que é porque lá na infância foram levadas a acreditar que isso surtia efeito!

Privilegiar uma criança por ter olhos azuis pode ser prejudicial ao seu crescimento 
Dentro da panóplia de cores naturais do olho, gosto muito de cinza - todos se esquecem dessa cor, ninguém a menciona. Para mim é a mais rara, nunca encontrei ninguém com olhos cinza. 

Um rosto com olhar cinza
Experimentei uma vez lentes de contacto coloridas. Escolhi o cinza, coloquei na retina com a prática de quem durante anos aplicou lentes de contacto para correcção de miopia e... uau! Adorei. Mas ao final de algumas horas elas causavam um certo cansaço, que as outras, feitas à medida da curvatura do meu olho, não causavam. Mas a principal desvantagem é que tapavam parcialmente a visão conforme a pupila dilatava na falta de exposição da luz. É que as lentes de contacto coloridas não têm pupilas móveis (que eu saiba porque nunca mais me informei a respeito), apenas um buraco central, que não se expande. Mesmo com muita luz do dia, parte da minha visão direita ficava ligeiramente tapada ao usar aquelas lentes padronizadas, porque cada olho tem a sua curvatura e formato. Mas digo-vos... O cinza nos meus olhos era a minha cara, ehehe.

Ainda que tenha gostado do resultado e ficado surpresa por me agradar tanto, acabei por usá-las pontualmente mais para mim que outra coisa e quando expiraram (duravam aproximadamente um mês) não tive mais curiosidade em experimentar outras. Nem as de padrões animais, às quais achei imensa piada! Mas era um risco, nunca se sabe se o olho vai reagir mal, ter uma alergia. Pelo que me dei satisfeita com aquela primeira experiência. 

Olhos castanhos tão escuros que parecem negros
Na altura decorria uma grande propaganda às lentes de contacto coloridas, notava-se que era um novo nicho de mercado no qual se estava a apostar em peso. Muito como as lojas de "compra de ouro", que vieram, invadiram e praticamente já se foram. Mas coloquei de lado as experiências e regressei ao meu castanho amado. De resto acho piada ao verde, ao «negro», muito comum nos asiáticos, que é um castanho tão escuro que se confunde com a iris, embora por vezes possam parecer estranhos e, claro, ao castanho, a minha cor favorita e com a qual fui abençoada de nascença. 

Olho com laivos esverdeados
No facebook costumo ver com regularidade pessoas que postam fotografias dos seus olhos, em grande plano. Olhos sempre castanhos. Mas não é por isso que estão lá, exibidos e fotografados. Não é o olho castanho que as pessoas querem exibir, mas a tonalidade esverdeada ou mais clara que o olho deixa passar. Pessoas com olhos castanhos claros podem muito bem, por vezes, parecer terem-nos verdes. E é nesse verde que se fixam. Recusam-se a admitir que têm olhos castanhos, dizem que os têm verdes escuros! Que paranóia. A quantidade de pessoas envaidecidas por isso, nossa senhora! Correm para o facebook a meterem na foto de perfil o seu olho. Mas como a foto é pequena e mal dá para perceber, o mais certo é publicarem também no mural. 

O que posso dizer? Eu acho feio. Acho aquele olho feio, acho a pessoa feia. Para mim é repelente. Pode até ser que a pessoa não seja vaidosa, não esteja a fazer o post para se exibir e colher comentários que lhe vão reforçar aquela vaidade. Enfim... o facebook a continuar a ser um local onde todos partilham tudo, é bem capaz que pessoas «normais», sem desejos de vaidades exibicionistas, decidam partilhar por lá o seu olho também... Mas até isso ser o mais comum, primeiro temos de atravessar por esta vaga de egos insuflados! :)


Desculpem lá qualquer coisinha...
Estou a escrever este texto de madrugada, vinda do post anterior e está quase a amanhecer :)

Abraços



6 comentários:

  1. O problema é que cada vez mais as pessoas querem ser clones uns dos outros. Querem ser magras como as atrizes de hollywood, querem ser lindos como os atores de hollywood e quando olham para o espelho e acham que são completamente normais, ficam tristes.
    Eu gosto muito dos olhos azuis mas daquele azul bem vivo e não daquele "turvo". Quanto aos verdes, também depende muito da tonalidade mas ai de mim... nem verdes, nem azuis, são castanhos mesmo! lol

    ResponderEliminar
  2. Eu gosto muito dos olhos castanhos.
    Meu pai tinha olhos castanhos escuros, tão escuro que às vezes pareciam negros. Minha mãe uns olhos castanhos que muitas vezes pareciam verdes. Meu irmão tem os olhos assim. Eu e minha irmã temos olhos castanhos normais, nem ficam pretos, nem verdes, são castanhos todos os dias. E gosto deles assim.
    Quando era jovem tinha um amigo que tinha os olhos intensamente azuis. Eu sou uma apaixonada pelo azul, mas os olhos dele faziam-me impressão. Eram cortantes. Quando olhava mais fixamente sentia um arrepio.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. A minha avó, mãe da minha mãe, tinha olhos cinza, a minha bisavó, a mãe dela, tinha olhos azuis. Acho que gosto de olhos de todas as cores, fazer uma cirurgia para mudar a cor é que me parece assustador...

    ResponderEliminar
  4. Os malucos tomaram mesmo conta do asilo!!

    ResponderEliminar
  5. E tenho olhos castanhos e não me importava de ter olhos claro, mas ao ponto de fazer essas maluquice não. Se bem que, já fui operada aos olhos por causa da miopia, se tivesse feito para ter olhos claros se calhar até nem era mau pensado lol

    ResponderEliminar

Partilhe as suas experiências e sinta-se aliviado!